Como a Ergonomia Organizacional Melhora a Qualidade de Vida de Seus Colaboradores

Como a Ergonomia Organizacional Melhora a Qualidade de Vida de Seus Colaboradores

A ergonomia organizacional consiste na busca por melhorias na relação entre o homem e o trabalho, tanto no âmbito físico quanto cognitivo. Logo, é fundamental para melhorar a qualidade de vida dos colaboradores. Para compreender mais sobre o assunto, continue a leitura do artigo que preparamos para você!

O que é ergonomia organizacional?

Considerada uma macroergonomia, a ergonomia organizacional abrange todos os aspectos de uma organização, a nível prático (como a troca de móveis) e subjetivo (por exemplo, mudança da cultura da empresa).

Esse conceito tem como principal objetivo a melhora das condições de trabalho dos funcionários e pode ser dividido em três vertentes:

  1. ergonomia física: diz respeito aos aspectos anatômicos, fisiológicos e biomecânicos do trabalho humano, como a postura no trabalho, segurança e os equipamentos e móveis utilizados;
  2. ergonomia cognitiva: está relacionada aos processos mentais, ou seja, como o trabalho influencia na saúde mental e no desempenho intelectual dos colaboradores;
  3. ergonomia participativa: trata-se da forma como o conceito é aplicado no ambiente de trabalho, como, por exemplo, por meio de treinamentos, palestras de conscientização, discussões sobre pontos de melhoria, etc.

A importância da ergonomia no ambiente de trabalho

Quando a empresa possui uma ergonomia organizacional efetiva, abre espaço para que diversas mudanças positivas ocorram no ambiente de trabalho.

Esses aspectos não estão ligados apenas à qualidade de vida dos colaboradores, como também à melhora na relação com outras pessoas vinculadas à organização (clientes, fornecedores, parceiros de negócio e sociedade). O que proporciona benefícios em diferentes âmbitos institucionais, internos e externos, como:

  • melhora na qualidade de vida dos colaboradores;
  • aumento da produtividade;
  • promoção da satisfação e senso de pertencimento;
  • maior prevenção e redução de acidentes e riscos de doenças no ambiente de trabalho;
  • redução do índice de absenteísmo;
  • contribuição para solução de conflitos;
  • redução de rotatividade;
  • fortalecimento da imagem da empresa.

Como promover a ergonomia organizacional?

Um dos pilares da ergonomia organizacional é a garantia de boas condições de trabalho, como a disponibilização de iluminação, temperatura e móveis corporativos adequados — e que atendem as normas de ergonomia — para que os colaboradores desenvolvam suas atividades.

Além disso, uma estratégia que contribui para proporcionar um ambiente de trabalho mais humanizado é criação de áreas de descompressão.

Mas, tão importante quanto oferecer uma mobília ergonômica, também é necessário cuidar dos fatores intangíveis. O que, nesse caso, pode ser mais trabalhoso, sendo recomendada a contratação de profissionais especializados para instaurar essas melhorias, como, por exemplo, as mudanças na cultura empresarial.

Gostou do artigo? Confira também mais conteúdos como este no blog da Riccó Móveis!

56