Cores Para Escritório — Como Escolher E Qual Sua Influência Na Produtividade

Ao planejar um ambiente corporativo, todos os detalhes devem ser levados em consideração, desde a escolha dos móveis até às cores para escritório. Afinal, o espaço deve oferecer as condições adequadas para garantir a produtividade e o conforto durante todo o expediente.

Dentre os fatores que podem impactar no desempenho dos funcionários está a paleta de cor utilizada no projeto arquitetônico. Quando os tons são muito fortes, por exemplo, atrapalham na concentração. Já cores frias, como o azul, podem ocasionar sono.

Afinal, como escolher as cores para escritório?

As cores do escritório — nas paredes ou nos móveis — contribuem para criar uma identidade visual no espaço. Como também podem fortalecer a imagem da empresa para àqueles que visitam as dependências do prédio, como fornecedores, parceiros e clientes.

Entretanto, os tons escolhidos podem estimular ou desestimular de acordo com seu uso, pois estão relacionados à nossa área cognitiva e podem influenciar na percepção. Por essa razão, devem ser utilizados cautelosamente.

Tons neutros

As cores neutras, se usadas em excesso, podem dar um ar monótono e simplório ao espaço. Mas, quando contrastadas com outras cores na decoração ou mobília, tornam o ambiente moderno e criativo.

Mas, lembre-se, ainda que você busque por uma decoração mais arrojada, é importante incluir o branco nas cores para escritório, como no teto ou em algumas paredes. Desta forma, você garante uma boa luminosidade no espaço.

Entenda agora como os tons neutros influenciam no ambiente de trabalho:

  • branco: aumenta a sensação de harmonia e luminosidade no local, ótima opção para combinar com outras cores;
  • bege: deixa o local acolhedor, ajuda a estimular a criatividade, promove a produtividade. Opção interessante para ambientes compartilhados, como áreas de descompressão.
  • cinza claro: alternativa para quem deseja manter a neutralidade do ambiente, mas de uma maneira mais moderna e arrojada.

Tons quentes

Os tons quentes são alegres, revigorantes e estimulantes, contribuem para o aumento da produtividade e estimulam ideias criativas. Entretanto, devem ser usados com moderação para não deixar os funcionários impacientes, ansiosos e estressados.

Cada uma dessas cores para escritório trazem benefícios diferentes:

  • amarelo: cor ligada à sabedoria e a razão, que estimula a tomada de decisão, a criatividade e a atenção. Além de trazer brilho ao ambiente e transmitir segurança e esperança;
  • laranja: estimulante, antidepressivo e alegre, esse tom difunde a sensação de energia, contribui para o bom humor, aumenta o otimismo, combate o cansaço e ainda incentiva a comunicação;
  • vermelho: por ser considerada a cor da motivação, iniciativa e disposição, é a alternativa perfeita para gerar mais produtividade no ambiente de trabalho. Também transmite calor, energia, força e desperta o senso de competitividade. Mas, cuidado para não exagerar, pois pode ocasionar sensação de agressividade e até mesmo certo receio.

Tons frios

Já os tons frios são ideais para deixar o ambiente aconchegante e agradável, pois transmitem tranquilidade. Assim como as cores quentes, também devem ser empregados da maneira correta para não gerar melancolia, desmotivação e preguiça

  • azul: a cor da sensibilidade, sinceridade e confiança, provoca a sensação de serenidade e neutraliza a inquietação;
  • verde: contribui para a inspiração, compreensão, inovação e harmonia e ajuda no raciocínio. Por remeter à natureza, ajuda a reduzir a tensão e traz tranquilidade.

Agora que já sabe como escolher cores para escritório, aproveite para conferir mais dicas de decoração com foco em produtividade no blog da Riccó Móveis!

37