Arquitetura corporativa: como acertar na compra dos móveis?

Renovar a arquitetura corporativa é necessário para empresas que pensam em voltar a ocupar o escritório ou desejam mudar para o modelo híbrido de trabalho, em que o espaço passa a ser apenas para reuniões, receber clientes, realizar encontros e manter parte da equipe que deseja continuar o expediente presencialmente. Em paralelo a isso, há o home office, que tornou-se uma realidade e merece atenção dos gestores. 

Para organizar as mudanças na arquitetura corporativa, é necessário saber gerenciar a compra de novos móveis para escritório, ou seja, encontrar fornecedores experientes, atento às novidades do mercado, especialmente em um cenário de pandemia, e que ofereçam atendimento personalizado. 

Neste artigo, reunimos alguns pontos de atenção que vão auxiliar você a fazer um gerenciamento mais eficaz.

Encontre um fornecedor de móveis para escritório

Encontrar o fornecedor ideal pode parecer uma tarefa simples, certo? Mas a verdade é que essa é uma etapa essencial para garantir uma compra com sucesso e sem dores de cabeça. Portanto, ao invés de apenas procurar os melhores preços, priorize lojas com experiência no mercado, que trabalhem com bons materiais e profissionais capacitados e ofereçam serviços personalizados de acordo com as suas necessidades. 

Ao selecionar o seu fornecedor, não se esqueça de verificar se ele oferece garantia, montagem dos móveis no local, assistência técnica e entrega agendada, de acordo com a sua disponibilidade. 

Pense em uma arquitetura corporativa também para home office

Do mesmo jeito que deve ser considerada a arquitetura corporativa do escritório, é preciso pensar em quem ficou em home office definitivamente. Para potencializar a produtividade desses colaboradores, é necessário proporcionar uma boa estrutura para que possam cumprir o expediente de forma confortável e ergonômica. 

Portanto, ao escolher os móveis ideais para home office, tenha em consideração que trabalhar de casa é muito distinto de estar em um escritório, por isso é preciso oferecer soluções que se adequem a esse ambiente. Um exemplo disso é a mesa Eva, um produto projetado especificamente para quem está nesse modelo de trabalho.

A mesa Eva acompanha gavetas e um painel circular, que é ótimo para organizar recados, papéis, fotos e moodboards. Ele vem com um bolso muito útil para guardar alguns elementos do trabalho, como agendas, fones de ouvido, cabos etc. Além disso, há a opção de personalizar com gadgets: bandeja para pequenos objetos, arquivo para livros e luminária. 

Ao escolher os móveis para o home office do seu colaborador, você pode contar com a opção de comprar ou contratar a locação, como é o caso da Hub, pioneira em assinatura de mobiliário corporativo. 

Analise os materiais e acabamentos dos móveis

Uma boa gestão de moveis para arquitetura corporativa também deve levar em consideração os materiais e acabamentos, pois devem proporcionar qualidade, durabilidade e praticidade na hora de limpar, especialmente considerando um cenário de pandemia. 

Os móveis feitos em materiais naturais, por exemplo, oferecem menos exposição a componentes químicos, maior durabilidade e são esteticamente agradáveis. Também trazem para o ambiente um toque de natureza e podem reforçar o conceito da decoração do local. 

Móveis para escritório com designs mais minimalistas também são grande aliados, porque tendem a ter menos diversidade de acabamentos, o que pode ser mais prático na hora de limpar, considerando que cada material tem as suas especificidades. 

Quanto às cadeiras para escritório, as de tecido e símile de couro também oferecem durabilidade, conforto e não necessitam de limpezas muito complicadas: detergente neutro, pano branco macio e aspirador podem ser o suficiente para o processo. 

Lembre-se de sempre seguir as instruções corretamente de cada acabamento para aproveitar a vida útil dos móveis. 

Escolha uma arquitetura corporativa com mais individualidade

Uma das tendências para arquitetura corporativa de escritórios é a individualidade. Essa é uma das heranças deixadas pela pandemia, que fez  do distanciamento social uma regra e um jeito de prevenir a contaminação de coronavírus em ambientes de trabalho. Portanto, gerenciar os móveis corporativos pede por um olhar delicado para esse novo contexto. 

Em escritórios com espaços multifuncionais e colaborativos, uma boa ideia é ter móveis mais práticos e que podem facilmente ser movidos para outros lugares. Por exemplo, a Club Chair da Riccó, uma poltrona que une design, sofisticação e a praticidade de trabalhar em qualquer lugar e com apoio para notebook. Ela combina com salas de reuniões, mas também é indicada para escritórios que seguem o modelo lounge, onde a distância é mais fácil de ser mantida. 

Para os escritórios que optaram por manter uma estrutura mais tradicional, as estações de trabalho continuam a ser bem-vindas, desde que adaptadas de forma que se mantenha o distanciamento. A plataforma Aware é um dos produtos da Riccó que oferece essa flexibilidade de ser projetada de acordo com a necessidade do local e ainda conta com as divisórias, para evitar contato.

Projeto de escritório com mesa de trabalho Aware da Riccó

A plataforma Aware é adaptável conforme o projeto de arquitetura empresarial.

Conheça novos ambientes corporativos

O quinto ponto a ser considerado na hora de gerenciar móveis é compreender a criação de novos ambientes corporativos de acordo com as mudanças dos modelos de trabalho. Isso significa que, antes de escolher qualquer produto, é importante analisar o espaço onde eles ficarão. 

Como será o seu escritório em um momento de flexibilização? Você vai optar por um espaço semelhante a um coworking? Pensará em algo mais humanizado? Ou irá continuar o modelo tradicional? Refletir sobre as mudanças é essencial para poder chegar a uma arquitetura corporativa que reflita a cultura da sua empresa, preze pela segurança e ofereça um design funcional. 

Para chegar ao resultado desejado, conte com a ajuda de arquitetos corporativos, que irão analisar o dia a dia do escritório, as mudanças de modelos de trabalho e chegar a um resultado alinhado com os ideais da empresa. A Riccó oferece o serviço de Safe Design, pensado em empresas que querem retornar às atividades de um jeito seguro, econômico e flexível. 

As mudanças da arquitetura corporativa são aliadas de empresas que desejam um regresso ao escritório que respeite a vida de toda a equipe e também dos seus  funcionários. Sem dúvidas, é aproveitar toda a funcionalidade do design para além da estética. 

Se você está decidido a mudar o escritório, te convidamos a conhecer as soluções do nosso serviço Safe Design, feito por profissionais com know-how do mercado mobiliário corporativo e com a experiência adquirida pela Riccó. 

A Riccó atua há mais de 145 anos no mercado de móveis corporativos e é focada em criar projetos corporativos ao lado de arquitetos e designers que estudam e analisam a necessidade do cliente, o cenário da empresa e a rotina do escritório. Todos os produtos têm fabricação própria, o que facilita a comunicação caso o consumidor precise de um móvel muito específico ou de algum tipo de ajuda. 

Clique no banner abaixo e conheça!

ricco-volta-ao-escritorio-safe-design

Conteúdo Relacionado

Riccó © 2021

Envie sua mensagem!