Buscar Riccó
WhatsApp

Atendimento WhatsApp

(11) 3081-6100

Blog - 22/2022

Conheça as diferenças entre wellbeing e wellness

Veja como o wellbeing é a evolução do wellness, expandindo o conceito de bem-estar entre os profissionais de sua organização. 

O que é wellness?

O wellness é o termo que designa os programas de bem-estar das organizações que são destinados aos indivíduos, com o objetivo de prevenir doenças e promover a segurança do trabalho.

Programas como esse são extremamente importantes, entretanto, acabam sendo iniciativas isoladas que nem sempre contribuem para o bem-estar mental dos colaboradores, pois o foco é a saúde do corpo. 

O que é wellbeing?

Não é segredo para ninguém que a pandemia da covid-19 aumentou os casos de ansiedade e depressão. Muitos profissionais foram demitidos, enquanto outros se viram diante do desafio de fazer home office.

Esse período, apesar de ser um capítulo triste na história da humanidade, provocou reflexões sobre o estilo de vida das pessoas. Houve quem se identificasse com o empreendedorismo ou um ritmo mais lento de produção.

Outros profissionais sentiram bastante falta do escritório, principalmente das relações sociais que são estabelecidas dentro desse ambiente. 

Foi nesse sentido que o termo wellness evoluiu e se transformou em wellbeing, expandindo a visão de que o bem-estar envolve apenas o corpo físico. Agora, passou a abranger a saúde mental e emocional dos profissionais.

As empresas perceberam que é positivo buscar a melhoria constante da experiência do colaborador, pois isso reduz a rotatividade e o absenteísmo ao mesmo tempo que aumenta a motivação, o engajamento e a produtividade.

O bem-estar físico é importante, mas deve ser associado ao bem-estar mental e emocional dos colaboradores. Trata-se de uma evolução necessária.

Por que o wellbeing é uma evolução necessária?

Porque o wellbeing impacta positivamente a sociedade. Isso ocorre a partir do instante em que os cuidados com o bem-estar dos profissionais deixam de se limitar ao ambiente profissional.

Quando a organização investe em wellbeing, ela cuida do bem-estar físico, mental e emocional do seu colaborador. Os ganhos para a companhia são garantidos, mas os benefícios se estendem à vida pessoal.

Observe que o wellbeing promove uma mudança de dentro para fora. Com ele, os colaboradores se veem em uma situação agradável e estimulante. Desejarão levar isso para outros setores da vida, afinal, isso promove bem-estar.

Desse modo, o colaborador passa a buscar:

  • Seu propósito da vida;
  • Um estilo que reflita seus valores e crenças;
  • Relacionamentos mais saudáveis;
  • Conexão consigo e com o próximo;
  • Pertencimento a uma cultura;
  • Empatia com as pessoas e outros.

Como a sua empresa pode promover o wellbeing?

O conceito de wellbeing deve fazer parte da sua cultura organizacional. Isso significa que o cuidado com o bem-estar físico, mental e emocional deve constar na missão, na visão e nos valores da empresa.

Sua área de Recursos Humanos (RH) tem um papel muito importante na construção dessa mentalidade, pois esses profissionais conseguem desenvolver, implementar e coordenar ações que promovam o wellbeing.

Cabe ao RH orientar e ajudar os colaboradores na identificação de problemas de saúde ou riscos que possam afetar a integridade individual e/ou coletiva, direcionando-os para as melhores práticas de combate e prevenção.

Vale destacar que o wellbeing, por se tratar de uma evolução do wellness, mantém o importante cuidado com a saúde e segurança no trabalho.

Ações educativas, benefícios e políticas de incentivo são capazes de contribuir com a saúde física, mental e emocional dos seus colaboradores. Listamos algumas:

  • Incentivar a prática de atividades físicas;
  • Incluir sessões de terapia no plano de saúde;
  • Respeitar o horário de almoço dos colaboradores;
  • Permitir a flexibilidade do horário de trabalho;
  • Possibilitar uma atuação híbrida, ou seja, tanto em casa quanto no escritório;
  • Estimular o uso de transporte alternativo, como o compartilhamento de caronas, a bicicleta ou o ônibus fretado;
  • Revisar o mobiliário para identificar as peças que não contribuem para a ergonomia dos colaboradores.

Note que o wellbeing tem um alcance mais abrangente e impacta a sociedade a partir de ações como o uso do transporte alternativo — diminuindo a quantidade de carros na rua e os níveis de congestionamento.

Aposte em ações de wellbeing para elevar o bem-estar de todos e, consequentemente, reter talentos, aumentar o nível de experiência dos colaboradores e garantir uma produtividade sempre alta e constante.

Aproveite para ler outros artigos aqui no Blog da Riccó e identificar oportunidades de mudança para que sua empresa se destaque no mercado.


Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

Escreva o seu comentário

Leia Mais

Abrir Conversa
Olá! Como podemos te ajudar?